E se governo aberto fosse um rio?

Foi essa a pergunta que fizemos: e se governo aberto fosse um rio? Como falarmos desse tema tão duro, burocrático por vezes, de forma leve e fluída como um rio?

Para isso, a equipe do IGA – Instituto de Governo Aberto criou uma narrativa para ser compartilhada no Diálogo de Governo Aberto presencial — que rolou no sábado, 1º de dezembro.

Abaixo, reproduzimos o texto lido e deixamos o espaço aberto para a imaginação de cada um/a fluir por esse rio.

Boa leitura!

Os conceitos de governo aberto para diferentes organismos internacionais

Eduardo Galeano disse, no Sangue Latino, que o mundo não é feito de átomos, mas sim de histórias. Para ele, são as histórias capazes de converter o passado em presente e, também, o distante em próximo. Nós estamos aqui porque queríamos compartilhar uma história com vocês: a de um rio, que nasce, caminha, cresce, agrega e transforma. Hoje, pra nós,governo aberto é como esse rio.

É muito difícil de dizer onde se localiza sua nascente. Tem gente que gosta de contar que foi o presidente Barack Obama com a presidenta Dilma que botaram a bandeira nesse rio. Outras pessoas já afirmam que ele é antigo.. que sua nascente vem lá dos movimentos populares, da participação social que tanto transformou todas as regiões e as políticas desse Brasil. Outros, teimam em dizer que foi a transparência que ajudou a encontrá-lo. Nós reconhecemos que pode haver várias nascentes e cuidamos de todas elas com muito carinho.

Mas, tão importante quanto sua nascente, é contar um pouco como entramos nesse rio, que percurso fizemos, quais as transformações que ele causa e – o essencial – para onde vamos com ele.

Sentimos sua água no início gelada, mas que depois fomos nos acostumando. Foi na Prefeitura quando tivemos o prazer de nos conhecer e conhecer muitos dos que estão aqui. Ali foi nossa nascente do rio e agora vamos navegando por outros caminhos e adentrado outros espaços. Dá para dizer que, quem encosta o pé na água desse rio, mergulha de cabeça. Foi isso que aconteceu com a gente: vivemos intensamente cada mergulho no rio do governo aberto. Para nós, o filete de água se transformou em passagem. Se abriu. Expandiu.

Com ele, fomos aos territórios mais afastados do centro junto aos agentes de governo aberto. Colocamos o movimento social dentro da universidade, com as disciplinas de governo aberto. Aproximamos os seus dois lados, o Estado e a sociedade, construindo uma ponte do acesso à informação e da participação social, possibilitando que quem não enxergava além da margem, pudesse cruzar o rio todo. Pudesse conhecer como funciona o outro lado. Pudesse hackear o rio.

A água que antes separava, se uniu com o governo aberto. E quando uma margem conhece a outra, ou quando o estado conhece a sociedade e vice-versa, fica muito fácil trafegar por essas águas. Fica muito mais fácil transformar. E olha que até reconhecido internacionalmente esse rio ficou, porque todo o mundo sabe o quanto ele é transformador.

Durante seu percurso, mais gente bacana no Brasil todo passou a navegá-lo. Por isso, ele ficou grande. E o interessante é ver que, apesar das barragens, das depressões e dos contextos adversos, ele percorre vários territórios. Porque, para crescer, ele tem que explorar a diversidade. De solo, de água, das pessoas que vivem em seu entorno. O rio do governo aberto percorre, por sua essência, um caminho democrático e diverso.

Já cada um de nós, fomos pegando um riacho paralelo, ora se separando, ora se aproximando. E o desejo de continuar nesse rio, expandi-lo, só aumentou. Foi isso que nos uniu até aqui hoje. É para isso que o IGA – Instituto de Governo Aberto está sendo criado: para reconhecer as nascentes desse rio em cada cidade. Pequena, grande, média. Queremos potencializar o rio do governo aberto nos municípios. Queremos apoiar quem tá dentro do governo lutando para que as políticas cheguem a outra margem. Queremos além disso: mostrar para o outro lado do rio, a sociedade, os movimentos sociais e populares, que pode ser bacana entrar nessa água e que, mergulhando nela, é possível ir até mais longe.

Hoje, estamos felizes por estar aqui com vocês e queremos convidá-los a se juntar conosco nesse novo caminho que estamos abrindo por meio deste tão querido rio. A se juntar conosco no IGA. Vamos juntos?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: